Minuto MS

25º

Três Lagoas/MS

19 de abril de 2019 sexta
08/02/2019 - 12:02:46

Assistência intensifica ações de abordagem social diurna e noturna em Três Lagoas

Em fevereiro, equipe vem seguindo cronograma diário em pontos de movimentação de pessoas

Assessoria - Foto: Divulgação

Abordagem social na feira cA Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) de Três Lagoas, por meio da equipe do Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua – Centro POP, está intensificando, neste mês de fevereiro, um cronograma diário de ações de Abordagem Social, nos principais e mais movimentados pontos urbanos de Três Lagoas.

Estas ações diurnas e noturnas serão intensificadas na Orla da Lagoa Maior, Praça Senador Ramez Tebet, Praça João Fernando de Oliveira (Jardim Alvorada), Estação Rodoviária, Estação Ferroviária, Praça da Biblioteca Municipal (Rosário Congro), Shopping Popular, Praça da Catedral Sagrado Coração de Jesus e Praça da Igrejinha Santo Antônio, entre outras localidades.

Será feita também Abordagem Social, com distribuição de panfletos educativos, na Feira Livre de sábado e nas Feiras Noturnas de segunda-feira e quarta-feira, realizadas na Avenida Rosário Congro, no Centro.   

O objetivo principal destas ações da equipe de Abordagem Social é divulgar os serviços da Assistência Social e regate da cidadania, notadamente, o serviço de acolhimento e encaminhamento social das pessoas em situação de rua.

A equipe de Abordagem Social é formada por duas Educadoras Sociais, uma Assistente Social e um Técnico do CadÚnico – Cadastro Único, como explicou a coordenadora do Centro POP, Solange Sanxo de Almeida.

“É um trabalho rotineiro e necessário para identificarmos pessoas em situação de rua e encaminhá-las às políticas públicas, que a Prefeitura de Três Lagoas disponibiliza a essas pessoas”, comentou a assistente social do Centro POP.

O trabalho de Abordagem Social é “de suma importância, não só para identificarmos as pessoas que vivem em situação de rua, mas para motivarmos essas pessoas a procurarem ajuda, por meio dos serviços que dispomos na Secretaria Municipal de Assistência Social”, comentou Solange.

Os principais problemas sociais são decorrentes do consumo de drogas e álcool, que acabam levando as pessoas a viver em situação de rua “e que precisam de uma atenção especial de nossas equipes”, comentou a coordenadora do Centro POP.

Entre essas pessoas, estão aqueles que vieram para Três Lagoas, atraídos por promessas infundadas de facilidade de emprego e, por falta de capacitação profissional e outras estruturas de apoio e resgate da cidadania, acabam vivendo em situação de rua.

“São essas pessoas que nós precisamos acolher, tirar das ruas e praças e encaminhar para uma vida com mais dignidade, reinserção social e resgate da cidadania”, concluiu a assistente social Solange.

« voltar para home