Minuto MS

25º

Três Lagoas/MS

20 de setembro de 2020 domingo
15/06/2020 - 02:06:15

Suzano reforça seu compromisso com o desenvolvimento sustentável de Três Lagoas

Três Lagoas pode se orgulhar de ter uma das maiores fábricas de celulose do mundo

Assessoria/ Fotos: Divulgação

suzano
Nos 105 anos de Três Lagoas, a Suzano, referência global na produção de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, reforça seu compromisso de promover o desenvolvimento sustentável no município. Essa responsabilidade foi assumida há pouco mais de uma década, quando, ainda em 2009, foi iniciada a operação da primeira fábrica da companhia em Mato Grosso do Sul.

“A Suzano sempre soube do potencial de Três Lagoas para o desenvolvimento industrial.  Ciente do talento da cidade e de seu povo, em menos de uma década de operação, a companhia investiu em duas fábricas de celulose, que colaboraram para a enorme transformação do município que vemos hoje. Para a Suzano, é motivo de orgulho fazer parte dessa história, que, embora tenha inúmeras conquistas, está só começando. Aproveitamos para reafirmar nosso compromisso de seguirmos como ‘gente que inspira e transforma na região’, um dos direcionadores culturais da empresa,  buscando cada vez mais melhorar nossa excelência operacional e investindo em  ações voltadas para manter e ampliar o envolvimento da comunidade nesse contínuo processo de desenvolvimento”, destaca Eduardo Ferraz, Gerente Executivo Industrial da Suzano em Três Lagoas.

segunda linha de produção da Suzano entrou em operação em 2017, consolidando o nome de Três Lagoas no cenário mundial de produção de celulose. Com ela, o município passou a ter a maior fábrica de celulose e uma das mais modernas do mundo, com capacidade para produzir até 3,25 milhões de toneladas de celulose ao ano, com cerca de 95% da produção destinada ao mercado externo.

Para chegar a esses resultados, a empresa conta com um time de cerca de 6 mil colaborares, entre diretos e indiretos, nas unidades industrial e florestal. Em muitos casos, profissionais capacitados pela própria empresa com o objetivo de contribuir com a qualificação da mão de obra local.

 Economia em movimento

A chegada, e consolidação, da Suzano a Três Lagoas também possui importante papel no processo de atração de novas empresas e mudanças na economia local. “Trabalhadores que confiam na empresa em que atuam consomem mais, fazem investimentos de longo prazo no município. O comércio, por sua vez, amplia as vendas e, consequentemente, seus negócios, gerando mais empregos.  A Suzano também contrata serviços e bens de fornecedores locais, criando, assim, um círculo virtuoso que beneficia a todos, direta ou indiretamente”, explica Ferraz.  No ano passado, a Suzano contratou de 323 fornecedores de Três Lagoas, gerando R$ 813,21 milhões em negócios. 

 Desenvolvimento social

A promoção do desenvolvimento regional envolve, ainda, a comunidade onde a empresa está inserida. Com o direcionador de que “Só é bom para nós, se for bom para o mundo”, a Suzano mantém investimentos em projetos sociais ligados à educação, esporte e lazer, e também em programas de geração de emprego e renda. Somente no ano passado, foram investidos mais de R$ 11,5 milhões em projetos sociais desenvolvidos pela empresa – recurso proveniente do aporte direto da empresa e da colaboração de parceiros, por meio da Rede Responsável.
Entre as ações, estão os programas de geração de emprego e renda e fortalecimento da cadeia produtiva no campo, como o PDRT (Programa de Desenvolvimento Rural e Territorial), voltado para a agricultura familiar e pecuária, e Colmeias, direcionado à apicultura. Juntos, os dois projetos beneficiam mais de 1,2 mil famílias na região.

Além do fortalecimento da produção de alimentos agroecológicos na região, ação que envolve 15 associações de produtores rurais ligadas ao PDRT, com o apoio da Suzano, a região passou a figurar como importante produtora de mel em Mato Grosso do Sul. Em uma década de Colmeias, a produção de mel saltou de 7,3 toneladas para 170 toneladas de mel ao ano.

 Meio Ambiente

A Suzano atua também para respeitar os recursos naturais que a região oferece. “Produzir mais com menos é a nossa meta diária. Por isso, mantemos as melhores técnicas de manejo sustentável nas nossas florestas. Este é um tema que nos é tão caro que mantemos ainda programas voltados exclusivamente para o monitoramento da biodiversidade e das bacias hidrográficas da região. A Suzano acredita que preservar a biodiversidade é um compromisso com o nosso futuro enquanto humanidade e uma forma de demonstrarmos nosso respeito com o Meio Ambiente, com Três Lagoas e com Mato Grosso do Sul”, reforça Ferraz.

A prova de que é possível conciliar produção e meio ambiente está na área destinada para a conservação ambiental da Suzano no Estado. São 135 mil hectares para a preservação, o que corresponde a cerca de 30% do total da área no Estado, acima do que exige a legislação ambiental (20% de área destinada para preservação).

 Sobre a Suzano

A Suzano, empresa resultante da fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, tem o compromisso de ser referência global no uso sustentável de recursos naturais. Líder mundial na fabricação de celulose de eucalipto e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, a companhia exporta para mais de 80 países e, a partir de seus produtos, está presente na vida de mais de 2 bilhões de pessoas. Com operações de dez fábricas, além da joint operation Veracel, possui capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano. A Suzano tem mais de 35 mil colaboradores diretos e indiretos e investe há mais de 90 anos em soluções inovadoras a partir do plantio de árvores, as quais permitam a substituição de matérias-primas de origem fóssil por fontes de origem renovável. A companhia possui os mais elevados níveis de Governança Corporativa da B3, no Brasil, e da New York Stock Exchange (NYSE), nos Estados Unidos, mercados onde suas ações são negociadas.

 

« voltar para home