Minuto MS

25º

Três Lagoas/MS

17 de setembro de 2019 tera
20/05/2019 - 02:05:38

Azambuja defende ampliação de financiamento para aquisição de suínos

Proposta está na pauta de reunião que será realizada hoje em Brasília

Clodoaldo Silva, de Brasília/ Fotos: Divulgação

governo
O Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) vai defender hoje (20) na reunião do Condel/Sudeco (Conselho Deliberativo do Desenvolvimento do Centro-Oeste) a ampliação do financiamento para aquisição de matrizes suínas de 2 mil para 15 mil cabeças por beneficiário. A proposta foi apresentada pelo governo estadual sul-mato-grossense em virtude da  perda de 30% dos investimentos previstos no tocante às matrizes suínas.

Esse e outros 14 itens que compõem a pauta da reunião de hoje foram debatidas no dia 9 deste mês na reunião pelos integrantes do Comitê Técnico (CT) do Condel. Esse grupo discute as questões técnicas das propostas antes dos governadores votarem a matéria. 

Além da ampliação do financiamento de suínos, também está na pauta Programa do FCO para Financiamento de micro e mini geração de energia elétrica com objetivo de  padronizar a redação e adotar critérios semelhantes aos demais fundos constitucionais, bem como ajustar o texto aos encargos de que trata a Lei 13.682/2018.

Também estará na pauta de hoje a proposta da Secretaria-Executiva do Condel no sentido de estabelecer os Critérios para a seleção dos projetos de investimentos e financiamentos a estudantes e as Prioridades para a aplicação dos recursos do Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO), no exercício de 2019, bem como aprovar o Plano Regional de Desenvolvimento do Centro-Oeste (2020/2023).

A pauta de aumentar o limite financiável do FCO para aquisição de matrizes suínas foi apresentada pelo Governo sul-mato-grossense no encontro técnico de 9 de maio, cabendo aos governadores hoje decidir se alteram as regras.
Na reunião do dia 9 , o representante do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Wilson Vaz, que demonstrou sua preocupação com a perda de 30% dos investimentos previstos no tocante às matrizes suínas. “Argumentou que nesse momento eram boas as expectativas, tendo em vista os procedimentos que envolvem a China. Calculou que esse ambiente propício poderia ou não permanecer, sendo no futuro calibrado em exata proporção aos recursos públicos investidos, cuja avaliação deveria ser efetuada à luz dos empreendimentos a serem redistribuídos aos Estados”, conforme ata divulgada pela Sudeco. 

Já Marcelo Velasques, da Diretoria de Agronegócios do Banco do Brasil, afirmou que a instituição financeira não se opõe do ponto de vista técnico a essa proposta, em relação a quantidade dos animais, ressaltando que “porém, do ponto de vista de disponibilização de recursos deve ser avaliada a possibilidade de ser contemplada não só a implantação das matrizes suínas, mas também a ampliação dos empreendimentos destinado a reposição dos animais, respeitado o crivo individual da análise de cada projeto”. Ele destacou que os recursos são escassos, ficando na “dependência da efetiva disponibilização de mais recurso para tal finalidade”. 

A reunião do Condel/Sudeco vai começar ás 16h, horário de Brasília.

« voltar para home