Minuto MS

25º

Três Lagoas/MS

21 de julho de 2018 sbado
31/07/2017 - 04:07:02

Saúde alerta e orienta população sobre cuidados com animais peçonhentos

Principal cuidado é manter interior das casas e quintais sempre limpos e livres de entulhos, folhas secas e sobras de materiais de construção

Assessoria de Comunicação / Foto: Assessoria

DSC_9410
A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas, por meio das equipes de Endemias, Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Vigilância Epidemiológica, Setor de Entomologia e Setor das Doenças e Agravos Não Transmissíveis (DANTS), após realizar mais uma “busca ativa” em uma localidade no Jardim Alvorada, na semana passada, e ter constatado a presença de escorpiões e lacraias, alerta e orienta a população sobre o perigo e cuidados que deve ter para prevenir acidentes com esses e outros animais peçonhentos.

DSC_9386
O objetivo desta ação das equipes da Saúde foi realizar o que os coordenadores definiram como “busca ativa”, ou seja, passar de casa em casa, para alertar e orientar os moradores sobre os cuidados que devem ter para evitar a proliferação de escorpiões e outros animais peçonhentos.

CUIDADOS BÁSICOS

O alerta dos profissionais da Saúde é que famílias com crianças menores de cinco anos, idosos e pessoas cardíacas devem redobrar os cuidados e a atenção para prevenir a picada do escorpião e de outros animais peçonhentos.

A orientação é que sempre que a população encontrar escorpiões ou outras espécies de animais peçonhentos em suas residências ou quintais, que informem de imediato ao CCZ (fone: 3929-1803) para que a equipe vá até esses locais e tome as providências necessárias.

Segundo os profissionais da Saúde, a orientação e as ações específicas do CCZ são importantes e necessárias para prevenir acidentes com animais peçonhentos.

O coordenador do CCZ, médico veterinário Alexandre Gorga, reafirmou que, nessas situações, o correto é sempre recorrer aos serviços do CCZ , que estão à disposição da população, de segunda-feira a sexta-feira, das 7h às 17h, sem intervalo para almoço, na Rua Egídio Thomé, número 5.562, Distrito Industrial.

PREVENÇÃO

Seguindo também as orientações do médico veterinário da Vigilância Sanitária, Christovam Bazan, “o melhor procedimento é sempre a prevenção e cuidados básicos para evitar que eles (escorpiões) ataquem, como limpeza, eliminação de entulhos e sobras de materiais de construção e madeiras velhas”.

Os escorpiões têm hábitos noturnos e se alimentam também de baratas, por isso, é recomendado que se adotem cuidados com a vedação dos ralos, tampas de caixas de esgoto e vãos das janelas e portas.

Os profissionais da Saúde alertam que, não existe inseticida apropriado e plenamente eficiente para o extermínio de escorpiões e a picada pode levar à morte se a vítima não for socorrida de imediato, principalmente, se for criança menor de cinco anos ou adulto com doenças cardíacas.

No caso de picada de escorpião, por exemplo, a recomendação que também é válida para acidentes com qualquer animal peçonhento, é importante procurar de imediato o atendimento médico, no Pronto Socorro do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora.

“É o hospital de referência de atendimento SUS (Sistema Único de Saúde) e possui todas as condições para procedimentos nestes casos. Feita a avaliação médica, se houver necessidade, é aplicado o soro antiescorpiônico. Na maioria dos casos basta o bloqueio anestésico”, explicou o veterinário.

Por ser referência regional de atendimento SUS, o Hospital Auxiliadora também possui todos os tipos de soro, necessários para aplicação em pacientes, vítimas de animais peçonhentos de qualquer espécie.

« voltar para home