Minuto MS

25º

Três Lagoas/MS

22 de novembro de 2019 sexta
29/10/2019 - 03:10:35

SEMEC investiga causa que levou 30 crianças a passarem mal no CEI Nossa Senhora Aparecida

Apesar do ocorrido, as aulas continuam normalmente

Assessoria/ Fotos: Divulgação

cei
A Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC), na pessoa da secretária Municipal Heliety Antiqueira, informa que todas as medidas de investigação estão sendo tomadas para esclarecer a causa que levou 30 crianças, das 300 atendidas pelo Centro de Educação Infantil (CEI) Nossa Senhora Aparecida, a passarem mal na unidade da Rede Municipal de Ensino (REME).

Por protocolo de segurança alimentar, de todas as refeições servidas nas unidades escolares de Três Lagoas é retirada uma amostra, e essas foram enviadas para análise com ajuda da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio do setor de Vigilância Sanitária. Além disso, será analisada a qualidade da água da escola. Os resultados de laboratório serão divulgados nos próximos dias.

Segundo a secretária, “ainda não é possível afirmar, nem descartar se foi a alimentação ou a água que poder ter causado o mal-estar nas crianças. Há um Núcleo de Alimentação Escolar específico para gerenciar as refeições e uma nutricionista que cuida da qualidade dos alimentos, e tudo naquele dia foi feito conforme o protocolo de segurança alimentar. Até o resultado sair, enviamos galões de água mineral para a unidade”, explicou.

Apesar do ocorrido, as aulas continuam normalmente, bem como o fornecimento de merenda. “Hoje pela manhã visitei novamente a unidade, e não tivemos novos casos. Inclusive, a maior parte das crianças afetadas já estão de volta as aulas. Essa é a primeira vez que ocorre algo semelhante na REME”, informou.

O prefeito Angelo Guerreiro, por sua vez, tem cobrado agilidade nos resultados para que seja possível tomar as providências cabíveis. “Quem acompanha nossa administração sabe que sempre tivemos muito cuidado com alimentação nas escolas, tanto que todas a unidades da REME receberam reforma e readequação das suas cozinhas para garantir a qualidade do alimento servido a nossas crianças”, pontou.

Heliety agradeceu a compreensão dos pais e pelo apoio que estão dando, além dos profissionais das diversas Secretaria Municipais envolvidos para a solução desse caso. Afirmou ainda que a SEMEC está se empenhando ao máximo para chegar a um resultado e solução.

« voltar para home